Dior – Haute Couture Surrealista

Dior Surrealista

Maria Grazia Chiuri, diretora artística das coleções femininas na Maison Dior, inspirou-se no movimento surrealista para criar a coleção de Alta-Costura Primavera Verão 2018. O desfile aconteceu na última segunda-feira, no Musée Rodin em Paris.

A estilista romana, feminista de carteirinha, assumiu a direção da grife há cerca de um ano. Já na sua primeira coleção para a Dior, colocou na passarela uma camiseta com os dizeres: “Todos deveríamos ser feministas” e levou para o desfile um tema controverso, que vem crescendo, continuamente.

Na  coleção de Alta-Costura Primavera Verão, Maria Grazia Chiuri homenageou a pintora argentina, Leonor Fini, a mais devassa e dissoluta mulher de seu tempo. Leonor dominava o mundo boêmio da arte parisiense na década de 30 e foi uma das únicas mulheres a fazer parte do movimento surrealista francês, do qual faziam parte, Salvador Dali, Picasso e Henri Cartier-Bresson.

Na passarela, o piso quadriculado em preto e branco, espelhos e toda a atmosfera cênica nos remetem ao Baile de Máscaras de Trumam Capote, uma das mais excepcionais festas privadas do século XX.

Peter Philips, diretor de criação e imagem da Dior, criou para o desfile uma maquiagem gráfica, com tatuagens temporárias nos dedos, braços, orelhas e pescoço. As frases tatuadas nas modelos, foram as do escritor francês, André Breton, precursor do movimento surrealista. Confira abaixo imagens do mais belo desfile da temporada francesa de Alta-Costura Primavera Verão 2018:

“Apenas a teatralidade inevitável da vida me interessa.”
Leonor Fini

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture

Dior Haute Couture
Imagens: Imaxtree e Marcus Tondo

 

Get the Look

Siga-nos:
pinterest    facebook1    instagram2   twitter

 

 

Bonequinha de Luxo – Breakfast at Tiffany’s estreia na Broadway

Breakfast at Tiffany's

A adaptação do romance de Truman Capote, realizada por Richard Greenberg e dirigido por Sean Mathias, será estrelada por Emilia Clarke e co-estrelado por Cory Michael Smith, nos papéis de Holly Golightly e Fred, papéis esses, que pertenceram à Audrey Hepburn e George Peppard, em 1961 no cinema e, está prevista para estrear, oficialmente em 20 de março de 2.013  nos palcos da Broadway.

Breakfast at Tiffany's

Elegante e romântica a peça se passa na Nova York de 1.943.

Tempo da Delicadeza

Fred, um jovem escritor da Louisiana, é vizinho de Holly Golightly, charmosa, vivaz e divertida. Todos se apaixonam por Holly, inclusive Fred mas Holly  possui outros pretendentes, entre eles, um milionário playboy e futuro Presidente do Brasil. Com a continuidade da Segunda Guerra Mundial, Holly acaba se apaixonando por Fred.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza
Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

O clássico “Bonequinha de Luxo”, tradução brasileira do título original “Breakfast at Tiffany’s”, conquistou vários Oscars em 1.962 e teve como protagonista a inesquecível, Audrey Hepburn, papel que marcou sua vida, para sempre.

Tempo da Delicadeza

O filme também fez história na moda, por ter tido seu figurino desenhado pelo estilista Givenchy. Audrey Hepburn, significava  para o estilista, o ideal de elegância e glamour, por suas proporções “mignon” e, por sua imagem impecável.

Tempo da Delicadeza
‘There is not a woman alive who does not dream of looking like Audrey Hepburn.’ – Hubert De Givenchy
Tempo da Delicadeza

Na cena de abertura do filme, “Breakfast at Tiffany’s”, o público  se emociona, com a aparição glamourosa de Holly, descendo de um taxi, ao amanhecer, em Nova York, em uma calçada deserta, com o icônico vestido de cetim italiano preto, apenas para olhar as vitrines da joalheria. Holly, além do vestido preto, usa enormes óculos de sol de tartaruga, luvas pretas, uma tiara de strass, no topo do seu coque, além de pérolas sobre o seu colo estreito.

Tempo da Delicadeza

Holly transformou-se então, em sinônimo de elegância e feminilidade, fazendo com que, até mesmo nos dias de hoje, a maioria das mulheres ainda queiram ser Audrey.

Tempo da Delicadeza
Tempo da Delicadeza