Casa Cosentino por Débora Aguiar

Débora Aguiar

A Casa Cosentino, assinada por Débora Aguiar para a CASACOR São Paulo 2018, foi projetada para a contemplação dos quatro elementos naturais, água, fogo, terra e ar.

A Casa que dispõe de 1.100 m² é composta por hall de entrada, suíte master com spa, home theater, espaço gourmet, sala de jantar e living. Todos os ambientes são integrados e permitem tanto a convivência como a privacidade. Vários pontos de transparência voltados para o jardim, permitem a entrada abundante de luz natural.

Na sala de jantar, uma grande mesa de madeira e 30 pendentes do designer Ingo Maurer dão as boas-vindas aos convidados. O pé direito duplo do living com generosos 7 m junto da torre da lareira formam um eixo que integra o estar ao jantar.

“Toda a circulação e integração dos espaços estão voltados para o jardim, favorecendo a luz natural abundante e levando o verde para dentro dos ambientes. Essa transparência junto à natureza é o que busco em meus projetos para trazer aconchego e bem-estar”, disse a arquiteta.

Destaque para as obras de arte presentes em todos os espaços, tanto internos como externos. São quadros e esculturas de grandes artistas como Brecheret, Ascanio, Ceschiatti, Bruno Giorgi, Di Fiori, Sonia Ebling, entre outros. Confira:

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar
Ilha do closet em Dekton Entzo Cosentino
Débora Aguiar
Aconchego e sofisticação

Débora Aguiar

Débora Aguiar
Spa

Débora Aguiar

Débora Aguiar

Débora Aguiar
Escultura de Ascânio MMM
Débora Aguiar
Dekton Domoos nos painéis da area externa

Siga-nos:

pinterest facebook1 instagram2 twitter

 

 

 

Flávia Gerab e Silvana Mattar na CASACOR São Paulo 2018


Boutique Residence 218 é o projeto apresentado na CASACOR São Paulo 2018 pelas arquitetas Flávia Gerab e Silvana Mattar. Com 80 m², o pequeno ambiente em estilo contemporâneo com toques retrô, reúne tudo que um morador precisa. O espaço dá ênfase à tecnologia e ao design e traduz um novo conceito de morar, o da geração “Y”.

A Boutique Residence 218 é toda integrada, com espaços dedicados à área social, cozinha e suíte master. A arte contemporânea aparece nas aquarelas da artista plástica Renata Egreja e no grande quadro da fotógrafa Flávia Junqueira que dá boas-vindas a quem chega.

Móveis de grandes nomes do design nacional, como Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi, Ricardo Fasanello e Etel Carmona, convivem harmonicamente com peças de design italiano.

Os grandes protagonistas da área social são os biombos de palha trançada, que funcionam como se fossem brises e garantem privacidade à ala íntima, sem interromper a integração dos ambientes. Confira:

CASACOR São Paulo 2018

CASACOR São Paulo 2018

CASACOR São Paulo 2018

CASACOR São Paulo 2018

CASACOR São Paulo 2018

Mesa de jantar – Etel Carmona
Cadeiras Anel – Ricardo Fasanello

Chaise Rio – Oscar Niemeyer

CASACOR São Paulo 2018

Flavia Gerab

Imagens: Ricardo Bassetti

Siga-nos:

pinterest facebook1 instagram2 twitter

 

Casa em Miami by SAOTA

Casa em Miami by SAOTA
A SAOTA concluiu recentemente a construção de uma moderna casa em Miami. A residência está localizada na ilha Di Lido e apresenta uma maravilhosa vista para o centro da cidade e South Beach.
Os ambientes internos avançam para um espaçoso deck, que compreende uma ampla área de estar com várias espreguiçadeiras e um bar totalmente funcional, evocando a atmosfera de um convés de iate.
No interior, pé-direito alto, mobiliário italiano e um jardim vertical evidenciam a contemporaneidade dos ambientes. Destaque para as telas de bronze que pendem do teto, instaladas na sala de jantar. Uma escada espiral conduz os moradores à área privada. Confira:

Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 
Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 

Casa em Miami by SAOTA

 
Imagens: Adam Letch

Siga-nos:

pinterest facebook1 instagram2 twitter

 

Apartamento em Paris

Apartamento em Paris

Apartamento em Paris

Apartamento em Paris

Michele Rhoda, diretora do ARRCC, studio de arquitetura, localizado na Cidade do Cabo, África do Sul, foi a designer responsável pelo projeto de restauração deste apartamento, situado em uma das mais lindas cidades do mundo.

O apartamento de três quartos fica no quarto andar de um edifício parisiense, com vista para o rio Sena e oferece uma magnífica visão da Torre Eiffel, que encontra-se do outro lado do rio.

No living a torre é refletida nos amplos espelhos bisotados que revestem a parede atrás do sofá. Um artifício usado para aumentar o espaço e trazer o monumento para outras áreas do apartamento.

A lareira foi restaurada e apresenta revestimentos de espelho ao seu redor, o que cria mais uma ilusão de espaço. Sobre o painel em boiserie, ao lado da lareira, pinturas geométricas abstratas do artista contemporâneo sul-africano Andrzej Urbanski (Galeria Everard Read CIRCA) adicionam um traço lúdico ao living.

Sou absolutamente apaixonada por essa combinação dos estilos clássico francês com o contemporâneo. Parquet, boiserie, pé-direito alto, portas francesas, obras de arte contemporânea, mobiliário de design, formas geométricas e monocromáticas definem a elegância dos ambientes e me seduzem por completo. Confira:

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris
Lavabo

 

Apartamento em Paris
Sala de Almoço

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris
O teto alto e a ampla janela atenuam o tamanho diminuto do espaço.

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris

 

Apartamento em Paris
Detalhe do teto

Imagens: © Aldo Paredes

Siga-nos:

pinterest facebook1 instagram2

 

SP-Arte 2018

SP-Arte 2018

SP-Arte 2018

SP-Arte 2018

 

De 12 a 15 de abril acontece em São Paulo a 14ª edição da SP-Arte, que traz à capital paulista, o melhor da arte moderna e contemporânea. O festival está aberto ao público, no pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera. São mais de 140 expositores, expoentes do mercado nacional e internacional. Das 34 galerias internacionais que participam do evento, 13 são novatas e apresentam alguns de seus artistas mais notáveis. O evento agrega uma série de mostras paralelas e complementares, com visitas guiadas que saem a cada meia hora do balcão na entrada do Pavilhão. Entre os trabalhos expostos, o público poderá conferir os projetos “Solo e Repertório”, com a curadoria de Luiza Teixeira de Freitas. Os espaços foram concebidos com o objetivo de evidenciar a produção de importantes nomes do cenário contemporâneo. Programa imperdível para quem estiver em São Paulo, no final de semana.
Tempo da Delicadeza fez suas escolhas, e indica o que considera essencial para ser visto na SP-Arte 2018. Confira:

 

SP-Arte 2018
Anish Kapoor – Shadow III 7 – Técnica: Gravura em metal – © ArtEEdições Galeria

 

SP-Arte 2018
Marina Weffort –  da série “Tecidos”  © Pat Kilgore / Cavalo

 

SP-Arte 2018
Marina Weffort – da série “Tecidos” © Pat Kilgore / Cavalo

 

SP-Arte 2018
João José Costa – Galeria Berenice Arvani – Técnica: Guache sobre cartão – © Galeria Berenice Arvani

 

SP-Arte 2018
João José Costa – Galeria Berenice Arvani – Técnica: Guache sobre cartão – © Galeria Berenice Arvani

 

Steve McCurry – Galeria de Babel – Título: Tempestade de Areia (Rajasthan, India) Data do trabalho: 1983. Técnica: C-print digital no papel Fuji Flex Crystal Archive adesivado em ACM (aluminio composto). Moldura em folha de madeira tratada de nogueira e vidro anti-reflexo alemão 99% proteção Dimensões: 55,3 x 36,7 x 7 cm :copyright: Steve McCurry / Galeria de Babel

 

Steve McCurry – Vendedor de Flores em Dal Lake (Jammu e Kashmir. Srinagar, India) Steve McCurry – :copyright: Steve McCurry / Galeria de Babel – Técnica: C-print digital no papel Fuji Flex Crystal Archive adesivado em ACM (aluminio composto). Moldura em folha de madeira tratada de nogueira e vidro anti-reflexo alemão 70% proteção.

 

Steve McCurry – Título: Menina Afegã com Xale Verde. Data do trabalho: 2002. Técnica: C-print digital no papel Fuji Flex Crystal Archive adesivado em ACM (aluminio composto). Moldura em folha de madeira tratada de nogueira e vidro anti-reflexo alemão 70% proteção – :copyright: Steve McCurry / Galeria de Babel

 

SP-Arte 2018
Ted Larsen – Privateview Ted Larsen – Técnica: Ferro, compensado marítimo, :copyright: Privateview

 

SP-Arte 2018
Martin Derner – Kubikgallery, :copyright: Constança Babo / Kubikgallery

 

Pixinguinha
Walter Firmo – Galeria Mario Cohen – Título: Pixinguinha I. Data do trabalho: 1964 Técnica: Impressão digital em papel de algodão, :copyright: Galeria Mario Cohen.

 

SP-Arte 2018
Andrei Thomaz – Adelina Galeria  – Título: Céus -Técnica: Fotografia :copyright: Andrei Thomaz / Adelina Galeria

 

SP-Arte 2018
Marília Bianchini – Galeria de Arte Mamute – Título: Revoada Data do trabalho: 2017 Técnica: Fotografia com impressão sobre papel artesanal – © Galeria de Arte Mamute

 

Volpi
Alfredo Volpi – Dan Galeria Alfredo Volpi Título: Velas e mastros Data do trabalho: 1970 Técnica: Têmpera sobre tela Dimensões: 137 x 68 cm :copyright: Dan Galeria

 

SP-Arte 2018
Luzia Simons – Bolsa de Arte de Porto Alegre Luzia Simons. Título: Stockage 128 – Técnica: Scanograma, impressão light jet, metacrilato – © Bolsa de Arte de Porto Alegre

 

SP-Arte 2018
Adriano de Aquino – OÁ Galeria – Técnica: Poliuretano uretano sobre alumínio – © Bruno Coelho / OÁ Galeria

 

SP-Arte 2018
Luiz Sacilotto – Dan Galeria – Título: C 9991- Técnica: Tinta acrílica sobre tela – © Dan Galeria

 

SP-Arte 2018
Vik Muniz – Galeria Nara Roesler – The Abaporu, after Tarsila – Técnica: Impressão de pigmento sobre papel de algodão – © Vik Muniz / Galeria Nara Roesler

 

SP-Arte 2018
Josef Albers – :copyright: The Josef and Anni Albers Foundation / Artists Rights Society (ARS), New York. Courtesy David Zwirner, New York/London/Hong Kong

 

SP-Arte 2018
Fernanda Fragateiro – Técnica: Carderno acrílico ,© António Jorge Silva. Courtesy of the artist and the Galería Elba Benítez.

 

 Núcleo editorial:

 

SP-Arte 2018
Betina Samaia – Editora Madalena – Título: Noite afora noite adentro – Data do trabalho: 2017 Fotolivro :copyright: Editora Madalena

 

SP-Arte 2018
Adriana Varejão, Lilia Moritz Schwarcz – Título: Pérola Imperfeita: A história e as histórias na obra de Adriana Varejão :copyright: Cobogó

 

SP-Arte 2018
Marcelo Brodsky – Editora Madalena -Título: 1968: The fire of ideas – Data do trabalho: 2017 Fotolivro © Editora Madalena

 

SP-Arte 2018
Sebastião Salgado – Taschen – Título: Gênesis. Data do trabalho: 2013 Fotolivro © Taschen

 

SP-Arte 2018
Yoko Ono e John Lennon – Desapê Yoko Ono e John Lennon Título: This is not here Data: 1971 Publicação de artista Dimensões: 55.5 x 43 cm © Rose Steinmetz / Desapê

 

Design:

Os mais destacados expositores do mobiliário brasileiro dividem espaço com respeitados antiquários e designers independentes. “O mobiliário moderno brasileiro é referência no mundo inteiro. Hoje, nossos designers contemporâneos também vêm criando uma produção cheia de personalidade que é reconhecida internacionalmente. Queremos então, reunir todo esse potencial do design brasileiro ao Festival: seja ele antigo, moderno ou contemporâneo, produzido em maior ou menor escala e das mais diversas vertentes”, afirma Fernanda Feitosa, diretora da SP-Arte. Os estandes do setor apresentam luminárias, peças de tapeçaria, além de mobiliário moderno e contemporâneo. Tudo disposto em um ambiente que convida o público a ter um contato próximo com as peças e interagir com os criadores.

 

SP-Arte 2018
Paulo Alves – Estúdio Paulo Alves – Peça: Chaise Sereia Data do trabalho: 2005 – Materiais: Compensado multilaminado de sumaúma – Dimensões: 75 cm x 1,77 m x 54 cm © Estúdio Paulo Alves

 

SP-Arte 2018
Paulo Alves – Estúdio Paulo Alves – Poltrona Bombom – Data do trabalho: 2017 Materiais: Madeira e tecido Dimensões: 60 x 60 x 60 cm :copyright: Estúdio Paulo Alves

 

SP-Arte 2018
Hugo França – Hugo França – Peça: Cadeira Leza. Data do trabalho: 2017 – Materiais: Madeira Pequi Dimensões: 64 x 49 x 46 cm :copyright: André Godoy / Hugo França

 

SP-Arte 2018
Ana Neute por Itens – Peça: Shanghai Data do trabalho: 2016 – Luminária em cobre escovado e branco microtextura. Dimensões: 60 x 40 x 40 cm :copyright: Nicolas Camargo / Ana Neute por Itens

 

SP-Arte 2018
Ana Neute por Itens – Jabuticaba. Data do trabalho: 2016. Materiais: Luminária em latão escovado e globos em vidro Dimensões: 25 x 170 x 25 cm :copyright: Nicolas Camargo / Ana Neute por Itens

 

SP-Arte 2018
Jacqueline Terpins – Peças: Vaso Glacial I + Vaso Glacial II Data do trabalho: 2018 Materiais: Cristal Soprado Free Form Dimensões: 45 x 30 x 17,5 (maior) e 19 x 9 x 8 (menor) © Andrés Otero / Jacqueline Terpins

 

SP-Arte 2018
Jacqueline Terpins – Peça: Vaso Corte Data do trabalho: 2018 Materiais: Cristal Soprado Free Form. Dimensões: 42 x 17 x 15 cm :copyright: Andrés Otero / Jacqueline Terpins

 

Sp-Arte/2018
12 a 15 de abril
13h às 21h
Pavilhão da Bienal, Parque Ibirapuera, Portão 3
São Paulo – Brasil

Siga-nos:

pinterest facebook1 instagram2 twitter

 
Entrada: R$ 45,00 (geral), R$ 20,00 (meia proporcional) – estudantes, portadores de deficiência e idosos com mais de 60 anos – necessário a apresentação de documentos.
O Vale-Cultural poderá ser utilizado para o abatimento de 50% do valor do ingresso. Crianças de até 10 anos não pagam.