Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

O escritório internacional de arquitetura AW² dirigido por Reda Amalou e Stephanie Ledoux, assina a renovação da prestigiada champagneria Maison Krug, situada em Reims, na França.

Após dois anos de trabalho a propriedade foi totalmente repaginada. O briefing recebido foi o de expressar a essência do Cuvée Krug Grande, um champanhe encorpado, que anualmente passa por testes de avaliação e a vida de Joseph Krug, criador da maison. Uma visão contemporânea da casa foi então apresentada por AW² que trabalhou em colaboração com Christophe Lopes, para estabelecer esses princípios no projeto arquitetônico.

Esta renovação foi oportuna para que fosse inserido no edifício um elevador que oferecesse acesso a todos os pisos da edificação, garantindo acessibilidade para deficientes.

Na sala de degustação uma grande mesa feita em granito de cor clara e bancos de bar da tradicional Fornasarig, estão voltadas para uma parede que expõe 400 garrafas de vinho em prateleiras iluminadas com Led.

A biblioteca  apresenta uma atmosfera mais intimista. O espaço é decorado com relíquias da família.

O logotipo criado para a Maison Krug pelo escritório AW² pode ser visto sutilmente em toda a decoração. É encontrado em formas geométricas e linhas finas não contíguas, dentro de uma caixa retangular, nos corrimões, na mesa da sala de jantar feita em marchetaria de nogueira branqueada, nos revestimentos e em toda a louçaria da Maison.

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

A Maison Krug conta a história de seu fundador, Joseph Krug. Visionário e com uma determinação inabalável, Krug pôde descobrir a essência do champagne e ao fazê-lo superou as expectativas de seu tempo. Queria oferecer aos seus clientes uma bebida que não apresentasse diferenças, independentemente das variações climáticas. Ao respeitar o terroir de cada área da vinícola, conseguiu preservar e refinar o caráter de seu vinho.

Krug fundou a primeira casa de champanhe e se distingue por oferecer em todas as suas bebidas, incontestável qualidade. Desde 1843, seis gerações da família Krug, continuam enriquecendo seu notável knowfair.

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

Maison Krug

 

Maison Krug
5 Rue Conquebert, 51100
Reims, França

 

Salvar

Salvar

A delicada obra de Agnes Martin

Agnes Martin

Nascida no Canadá, Agnes Martin (1912-2004) é considerada uma das precursoras da Minimal Art. A atenção dada pela artista às sutilezas de linha, superfície, tom e proporção, produz um trabalho impressionante e complexo.
Suas grandes telas quadradas e inovadoras, muitas vezes quando vistas de longe, parecem ser apenas uma tela em branco.

O compromisso de Agnes era com a crença no poder transformador da arte, na sua capacidade de demonstrar o que chamou de “emoções abstratas” – felicidade, amor, inocência, liberdade, beleza e perfeição.

Ao contrário da obra de Jackson Pollock, protótipo da criatividade autodestrutiva, cujo trabalho, a meu ver, caótico, e que transmite uma enorme inquietação e profunda sensação de desordem, a obra de Agnes Martin é suave e bela. Suas grades e listras em cores delicadas, emitem uma enorme sensação de paz e serenidade.
Inspire-se:

Agnes Martin

Agnes Martin

Agnes Martin

Agnes Martin

Agnes Martin

Agnes Martin

Agnes Martin

“Eu gostaria que meu trabalho representasse beleza, inocência e felicidade. Eu gostaria que todos eles representassem isso.” – Agnes Martin

 

40 anos sem Elvis Presley

Hoje, dia 16 de agosto, completa 40 anos da morte de Elvis Presley. Em homenagem a essa data, fiz uma pequena seleção de canções, interpretadas pelo rei do rock. Confira:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens:Pinterest

 

 

Os Jardins da Villa Ephrussi de Rothschild

A Villa Ephrussi de Rothschild está localizada na Côte d’Azur, entre Nice e Mônaco, no topo do Cap Ferrat, na Riviera Francesa, o lugar mais glamouroso do mundo!  A Villa tem vista para a Baía de Villefranche e de Beaulieu.

A Villa Ephrussi de Rothschild pertencia à Béatrice Rothschild, filha do renomado barão Alphonse de Rothschild, banqueiro e colecionador de arte.
Aos 19 anos Béatrice se casou com Maurice Ephrussi, um banqueiro parisiense de origem russa.

O casamento não deu certo. Um ano após sua separação, Béatrice recebeu a herança de seu pai e usou o dinheiro para construir o seu próprio palácio cor de rosa, com vista panorâmica para o Mediterrâneo.

Em 1933, um ano antes de sua morte, Béatrice legou sua casa e coleções de arte à Académie des Beaux-Arts. Os jardins foram classificados pelo Ministério da Cultura Francês, como um dos Notáveis Jardins da França.

A Villa está circundada por nove jardins temáticos: Jardim à Francesa, Jardim Espanhol, Jardim Lapidáro, Zoo, Jardim Japonês, Roseiral, Jardim Florentino, Jardim Exótico e Jardim Provençal, criados pelo arquiteto paisagista Achille Duchêne.

Destaque para o Jardim à Francesa, o maior jardim da Villa. Formal, simétrico e com topiarias, é ornamentado com fontes, estátuas e plantas aquáticas. Jogos de jato de água disparam a cada vinte minutos ao som de diferentes trechos de música clássica, dando-nos a impressão de que estamos em um jardim celestial.
Na extremidade do jardim, em uma colina coberta de ciprestes, há uma réplica do Templo do Amor do Petit Trianon, situado no interior do parque do Palácio de Versailles.
Confira:

Jardim Francês

 Villa & Jardins Ephrussi de Rothschild

Jardim Exótico

Jardim Espanhol
Jardim Lapidáro

Jardim Japonês

Vista da sala de jantar na Villa Ephrussi de Rothschild

Villa & Jardins Ephrussi de Rothschild
1 Avenue Ephrussi de Rothschild 06230 Saint-Jean-Cap-Ferrat.
Tel: +33 (0)4 93 01 33 09.

Palácio Tangará – um oásis em São Paulo

 

Palácio Tangará

Inaugurado em São Paulo no último mês, o primeiro Hotel 6 Estrelas da capital paulista, o Palácio Tangará. Ao adentrar os portões, você ingressará em um mundo de glamour, cercado de belos jardins tropicais, que contrasta com o ritmo frenético de São Paulo, uma das mais vibrantes metrópoles do mundo.

No final da década de 40, o milionário italo-brasileiro, Baby Pignatary ficou famoso por cortejar mulheres fascinantes, enviando-lhes aviões carregados de flores ou colares de diamantes.

Em um gesto de extremo romantismo, Baby mandou construir o Tangará para a sua bela esposa, Nelita Alves de Lima. Com o tempo, o espaço foi abandonado e tornou-se obsoleto.

Palácio Tangará

Destino perfeito para a Oetker Collection cravar sua bandeira no Brasil. Sua coleção de hotéis, abriga alguns dos mais exclusivos endereços no Velho Continente, como o L’Apogée Courchevel, o Le Bristol Paris e o Hôtel du Cap-Eden-Roc.

A revitalização do Palácio Tangará ficou sob responsabilidade dos escritórios B+H Architects, PAR Arquitetura e Bick Simonato.

A arquiteta Patricia Anastassiadis, com  amplo know how em hotelaria, assina os interiores das áreas comuns e sociais do hotel – lobby, bar, spa, restaurante e salões de eventos. Inspirou-se nos documentos naturalistas, como os pintados por Debret, Eckhout e Rugendas, mas fugiu das obviedades e alegorias folclóricas.

Anastassiadis encapsulou as paredes em delicadas boiseries de baixo relevo, acentuando uma certa leveza ao que poderia ser opulento demais. Revestiu o piso com mármore e parquet francês em estilo chevron. Em cima de tudo, o recorte côncavo no teto criou uma espécie de domus para abrigar o trabalho de folhas de ouro da artista Laura Vinci, o Lux Capela.

Sobre bases sofisticadas, se destaca um tapete de 200 metros quadrados, desenhado pela profissional e executado na Índia. O mobiliário é quase 100% autoral. Poltronas, sofás e cadeiras Art Déco, Art Nouveau e orientais, feitas sob medida para o hotel .

As experiências gastronômicas são capitaneadas pelo renomado Chef Jean-Georges Vongerichten. O hotel conta com um restaurante gourmet, uma mesa do chef, uma sala privativa, uma adega de vinhos, um bar e um bar lounge no lobby, todos com terraços externos.
Confira abaixo imagens do Palácio Tangará, o hotel mais elegante de São Paulo:

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
Lobby bar e Restaurante

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
Flora Spa by Sisley

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
By Bick Simonato. Imagen: Romulo Fialdini
Palácio Tangará
By Bick Simonato. Imagen: Romulo Fialdini
Palácio Tangará
By Bick Simonato. Imagen: Romulo Fialdini

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
A natureza em fotos na parede do Burle Bar

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
Restaurante “TANGARA JEAN-GEORGES”
Palácio Tangará
Imensas portas francesas

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará
Jean-Georges Vongerichten, o poderoso chef três estrelas Michelin é quem capitanea a cozinha do Tangará

Palácio Tangará

Palácio Tangará

Hotel Tangará - SP

Palácio Tangará
Tangará – Pássaro sul-americano que tinge a fauna brasileira em revoadas furta-cor, empresta o nome ao Hotel.

 
Siga Tempo no Delicadeza no Instagram. Basta clicar sobre o ícone abaixo:
instagram

Imagens: Ruy Teixeira e Romulo Fialdini