Jardim Japonês em Portland

Tempo da Delicadeza

Considerado o melhor jardim japonês fora do Japão, o Jardim Japonês em Portland está localizado dentro do Parque de Washington e ocupa uma área de 5,5 hectares.

Foi projetado em 1963 pelo Professor Takuma Tono, professor de Arquitetura da Paisagem na Universidade de Tóquio, porém só foi inaugurado no ano de 1967.

Os jardins japoneses tiveram origem na China Imperial e é visto pelos budistas como um lugar para purificar a alma.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Cada elemento do jardim japonês têm sua própria simbologia:
A àgua simboliza a vida;
As plantas, a eternidade;
O Bambu significa resistência, pois diante do vento ele enverga, mas não dobra;
As carpas significam prosperidade;
As lanternas nos trazem luz, durante a caminhada;
As pontes estão relacionadas aos ritos de passagens;
A cascata significa a continuidade da vida;
A areia, a “beleza do espaço em branco”;
As flores da Sakura ou Cerejeira simbolizam a efemeridade;
As árvores, o silêncio;
A cor vermelha revela um aspecto melancólico e reflexivo da personalidade japonesa;
A pedra representa o conhecimento, a longevidade e a eternidade, sendo o elemento mais difícil de ser trabalhado em harmonia.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Ao adentrarmos no Jardim Japonês em Portland,  já percebemos que estamos dentro de um Paraíso Zen.

Tempo da Delicadeza

O Jardim Japonês de Portland é composto por cinco sub-jardins. São eles:
Flat Garden
The Strolling Pond Garden
The Tea Garden
Natural Garden
Sand and Stone Garden.

Tempo da Delicadeza

Flat Garden:
O Jardim é feito para ser visto de um único ponto de vista, tanto de dentro do pavilhão, ou mesmo da varanda.
Montanhas e colinas estão representados através das formas arredondadas dos arbustos de azaléias.
O Flat Garden também apresenta uma beleza sazonal para cada estação do ano.
A árvore japonesa laceleaf maple com suas folhas amarelas, laranjas e vermelhas, representam o outono.
As cerejeiras representam a primavera, enquanto que o inverno é representado pelos pinheiros negros.
Já o verão, é representado pelo imaginário, a água fresca dos cascalhos aproximando-se do círculo e Ilhas Cabaça, que simbolizam a iluminação e a felicidade.

Tempo da Delicadeza

Strolling Pond Garden:
É o maior espaço e inclui não apenas os elementos básicos de um jardim japonês, mas também uma série de pequenas formas arquitetônicas e esculturas em estilo japonês.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

The Tea Garden:
É um lugar tranquilo. Um espaço de reflexão sobre a arte de viver em harmonia, uns com os outros e com todas as coisas existentes. Este jardim com caminhos sinuosos, têm o objetivo de fazer com que os visitantes, esqueçam todas as suas preocupações e possam chegar à Casa de Chá totalmente serenos.

Casa de Chá:
É o local onde é realizado a cerimônia do chá e fica localizada dentro do The Tea Garden.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza
Art in the Garden:
Exposições de arte são realizadas frequentemente nos jardins.
Tempo da Delicadeza
Mont Hood visto do Jardim Japonês de Portland.
Coincidentemente, assemelha-se ao Monte Fuji.
The Natural Garden:

Este ambiente foi criado com o objetivo de incentivar os visitantes a descansar, relaxar e refletir sobre a essência e a  brevidade da vida.

Tempo da Delicadeza

Sand and stone Garden:
Também conhecido como jardins de paisagem seca,são feitos de areia e pedras traduzindo toda a “beleza do espaço em branco”.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Simples e bonitos, sublimes e complexos!
Os jardins japoneses conduzem seus visitantes a um estado de meditação, calma e espiritualidade.
Os elementos filosóficos e religiosos, são mais importantes do que qualquer técnica paisagística e a simbologia usada nos convida à reflexão.
Solidez, paz, equilíbrio e harmonia. Sutilezas de uma arte milenar que deveriam ser incorporadas a este nosso caótico cotidiano ocidental.

Tempo da Delicadeza

Paisagismo acolhedor valoriza área externa

Tempo da Delicadeza

A protagonista deste jardim, que está localizado na cidade de São Paulo, é uma grande jabuticabeira, e a pedido do proprietário deveria ser mantida, por ser a única árvore existente no terreno.

O grande desafio para a renomada paisagista Ana Paula Magaldi era o de minimizar o impacto visual dos altos muros laterais que ficam em volta da piscina e do espaço gourmet, desafio este, que foi solucionado com belíssimos jardins verticais, onde utilizou-se plantas como samambaias, heras, columeias, e ripsális.

Nos canteiros, a paisagista optou por espécies baixas, como buxinhos, ora arredondados, ora em topiaria reta. Belíssimos vaso de cobre, complementam o projeto.

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Tempo da Delicadeza

Imagens:www.paulamagaldi.com.br

Café e Orquidário

Tempo da Delicadeza

O projeto paisagistico deste espaço de 185 m², foi desenvolvido pelo conceituado paisagista brasileiro, Roberto Riscala e, está sendo exibido na “4º Edição da Mostra Artefacto Beach & Country”, em São Paulo.

Concebido para ser um espaço de convivência, abriga um café e um elegante orquidário. O projeto nos remete aos clássicos jardins ingleses.

Tempo da Delicadeza

O  amplo espaço, aliado ao sofisticado mobiliário da Artefacto, parece ter sido criado para agradar a todos os sentidos e, sem cerimônia, nos convida a sentar e desgustar um delicioso cafezinho brasileiro.

Tempo da Delicadeza