Palm Beach

Uma casa em Palm Beach

Os arquitetos Jeremy Bull e Charlene Cong, da empresa de arquitetura e design de interiores Alexander & Co., foram contratados para renovar uma casa de férias de 537 metros quadrados à beira-mar, localizada em Palm Beach, Sydney. O briefing era a criação de um novo layout que refletisse o estilo de vida dos novos proprietários e um enquadramento arquitetônico que melhorasse a circulação entre os espaços internos e externos.

Uma área externa contemporânea e minimalista foi a ideia inicial dos arquitetos, para que o local fosse melhor usufruído por seus moradores. O paisagista Myles Baldwin foi requisitado para que projetasse os jardins da propriedade. Com um jardim mais limpo a vista para o mar foi ampliada. O novo design integrou a casa com a paisagem natural de uma forma harmoniosa e funcional.

Por se tratar de uma casa de férias as áreas de convivência ganharam destaque. A abertura em grande escala realizada pelo paisagista proporcionou mais espaços para o entretenimento, como jantares ao ar livre. Varandas e pátios foram projetados pelos arquitetos, de maneira a oferecer privacidade para a leitura ou simplesmente para relaxar e apreciar a vista em momentos mais silenciosos.

A cozinha, a sala de jantar e o living foram integrados e se abrem para o exterior por meio de amplas portas de vidros. A combinação de materiais nobres, como o piso em nogueira escura com o teto em madeira clara faz uma interessante composição com o mármore de Carrara utilizado nos banheiros e na cozinha,

A casa utiliza acessórios, iluminação e revestimentos artesanais. A paleta em tons neutros cria uma atmosfera tranquila e serena. O mobiliário é mínimo e não segue as últimas tendências de design. Uma casa de férias confortável e com estética contemporânea, como desejavam os proprietários.
Confira essa casa na Palm Beach australiana:

Imagens: Felix Forest

Alexander & Co.
Level 3, Studio 306
53-59 Great Buckingham Street
redfern NSW 2016

 

Salvar

Salvar

5 comentários em “Uma casa em Palm Beach

  1. Luxuoso, mas com um quê de depressivo. Preto, branco e cinza. Creio que poderiam trabalhar com cores vivas em acessórios de decoração. Falta vida…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha *